Aprenda a conservar móveis de madeira

O que pode ser feito para conservar móveis de madeira, fazendo com que eles não precisem ser trocados a curto prazo? Confira nossas dicas!

Por Vitório Real
11/01/2017 @ 15:23

Quem tem um móvel de madeira sabe o valor que esse elemento é capaz de trazer a qualquer ambiente da casa. Entretanto, ainda que seja conhecida pela qualidade e durabilidade, a mobília feita com esse tipo de material merece cuidados especiais para evitar danos na aparência e funcionamento das peças.

Precisa de ajuda nesse processo? Acompanhe nossa lista com 7 dicas e saiba como conservar móveis de madeira por muito mais tempo!

1. Limpe as superfícies diariamente

A limpeza frequente da mobília é fundamental para minimizar manchas e arranhões no seu acabamento. Para remover a poeira, utilize sempre um pano macio e não se esqueça de mover itens que possam estar sobre a peça. Ao fazer isso, levante os objetos um por um para evitar a formação de riscos na superfície.

Tome cuidado também na hora de selecionar os produtos de limpeza. Procure marcas específicas para esse fim e evite líquidos abrasivos, álcool e saponáceos. Nunca esfregue o móvel de madeira com esponja, palha de aço ou escova. Na dúvida, sempre escolha tecidos suaves e macios, como as flanelas.

2. Use óleo ou cera para conservar móveis

Os óleos e ceras específicos para móveis de madeira hidratam a peça e podem ser de grande ajuda na conservação do acabamento. Para as madeiras mais escuras, o óleo de peroba é idealporque protege e dá brilho. As madeiras mais claras podem ficar manchadas com esse produto, portanto, o ideal é optar pela cera incolor pastosa.

Independentemente da escolha entre óleo ou cera, a dica é fazer sempre um teste em uma área pouco visível antes de aplicar o produto em toda a peça. A aplicação desses também deve ser feita com um pano macio, já que ajuda a lustrar e dar brilho ao móvel. A manutenção com cera e óleo pode ser feita de 3 a 4 vezes ao ano, não mais que isso.

3. Mantenha o móvel longe de focos de umidade

Madeira e água não combinam, por isso é fundamental que você tome cuidado com possíveis focos de umidade. Superfícies molhadas ou com problemas de infiltração são ideais para os fungos que causam mofo e bolor. Quando em contato com a madeira, o mofo causa inchaço, manchas, descascamento da pintura e ainda compromete o funcionamento das peças do móvel.

Para prevenir o problema, mantenha os móveis a uma certa distância das paredes e forre os pezinhos com feltro. Quando passar pano no chão, seque-o imediatamente para evitar o contato da água com a madeira. Além disso, verifique se as áreas onde a mobília se encontra estão bem niveladas e não permitem o acúmulo de água.

4. Não exponha o material à luz solar

Manter a mobília em contato constante com sol pode ser prejudicial para o seu acabamento. O calor e a luz forte causam o desbotamento da madeira e ainda podem acelerar o descolamento das lâminas da peça. A não ser que você queira que o móvel fique com aparência envelhecida, o ideal é mudar sua disposição no cômodo para evitar o contato diário com a luz solar.

Outra maneira interessante de proteger os móveis do sol sem precisar modificar o layout da casa é dispor de cortina nas aberturas. Nos ambientes que recebem sol de manhã, uma peça de tecido leve já é suficiente para minimizar o contato da luz com os móveis. Já ambientes mais quentes ou com muita luz natural pedem cortinas com blackout.

5. Evite excesso de peso sobre o móvel

Nas residências, é bem comum ver mesas, aparadores, armários e cadeiras sendo utilizados como apoio de objetos e itens pessoais. No entanto, esse hábito pode ser um problema quando envolve excesso de peso. Ainda que seja um material bastante resistente, a madeira pode vergar se tiver sua estrutura sobrecarregada.

Para minar o problema, evite apoiar um móvel sobre o outro durante tarefas de faxina e organização da casa. O ideal é manter o uso do móvel para o que este se destina, logo, uma mesa não deve guardar aparelhos e equipamentos pesados da família. Em último caso, a dica é sempre procurar equilibrar o peso que está colocado sobre o móvel, ou seja, evitar que todos os itens fiquem em uma única ponta ou canto da peça.

6. Não arraste a mobília de madeira

Quando resolvem mudar a composição e organização de um ambiente, muitos proprietários aceleram o serviço arrastando as mobílias maiores. Além de comprometer a superfície da madeira e do piso com riscos e arranhões, essa prática também pode danificar o alinhamento de portas e o funcionamento das ferragens do móvel.

Com paciência nessa etapa, você evita dores de cabeça e ainda conserva os móveis por mais tempo. Na hora de transportar mesas e aparadores, retire todos os objetos de cima para diminuir o peso e as chances de riscar a peça. No caso de guarda-roupas e armários maiores, o ideal é fazer todo o desmonte de elementos para transportá-los individualmente e fazer a montagem no local definitivo.

7. Faça manutenção periódica

Além da aplicação de óleos e ceras para recuperar o brilho e beleza da madeira, você também deve investir na manutenção de pequenas peças e detalhes do móvel. Elementos como parafusos, puxadores e dobradiças devem ser verificados com frequência para uma rápida substituição ou reparo.

A boa conservação do móvel vai depender do uso de ferramentas adequadas e de um serviço especializado em cada manutenção. Para obter esse benefício, defina sempre uma data no ano para contratar um profissional que possa reparar a sua peça. No fim, o investimento valerá a pena para a garantia de móveis de madeira bonitos e com valor para toda a família.

Para além desses cuidados, considere que existem no mercado diferentes tipos de madeira para fabricação de móveis. Logo, é importante buscar informações específicas sobre cada peça para encontrar a melhor forma de manter o material em boas condições. Aliando as orientações do fabricante com as dicas, você poderá conservar móveis por mais tempo e deixar sua casa sempre bonita. Quer mais dicas e novidades sobre o assunto? Siga o VivaReal no Twitter e Facebook!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.