Como escolher uma cortina para a sala?

Com diversas opções no mercado, uma cortina para a sala pode ser difícil de ser escolhida. Por isso, listamos quatro dicas preciosas para não haver erro.

Por Vitório Real
09/09/2016 @ 17:03

Já pensou em uma cortina para a sala? Esse item, além de garantir beleza para o ambiente ao decorar as janelas, também é responsável por oferecer conforto térmico e visual em um dos ambientes mais importantes da casa. Mas há tantas opções no mercado, que escolher não é a tarefa mais fácil.

Por isso, entenda a seguir como escolher a melhor cortina para a sua sala!

Escolha uma cor harmoniosa

Embora a cortina não tenha apenas função decorativa, é fundamental que ela tenha sentido com a decoração da sua sala. Assim, a cor é um dos pontos mais importantes para a estética da peça.

Para não errar, a cor da cortina deve ter a ver com o ambiente e, de preferência, ter um tom mais neutro. Cortinas brancas ou em tons terrosos mais claros são apostas que combinam com tudo. Enquanto o tom terroso funciona bem para ambientes rústicos, o branco harmoniza desde com uma sala moderna até com uma decoração mais minimalista.

Estampas e cores fortes podem ficar destinadas a detalhes, como as barras, ou então ser evitadas totalmente para que você não se canse rapidamente do aspecto colorido.

Pense no tecido ideal

A escolha de uma cortina para a sala também precisa levar em consideração o tecido. Dependendo do tipo, ele vai deixar entrar mais ou menos luminosidade.

Uma cortina de tecido voil é mais leve e mais fluída, mas normalmente permite mais luminosidade no ambiente — para uma sala de televisão, por exemplo, não é a opção ideal.

Já o tecido blackout é opaco e, além de eliminar a luminosidade, também ajuda a reter o calor. Se a intenção é aproveitar a luminosidade natural, pode não ser uma boa escolha.

Outras opções incluem a sarja, a seda e até mesmo o veludo. Para uma composição diferenciada, vale a pena escolher cortinas com mais de uma camada, misturando tecidos distintos.

Tenha cuidado com o tamanho

O tamanho da cortina precisa estar de acordo com a altura e a largura da janela. Se você tiver uma janela que vai de uma parede a outra, a cortina não pode ter a largura exata ou vai deixar vazar mais luminosidade do que o desejado.

Uma janela mais alta, por sua vez, exige uma cortina igualmente mais comprida ou o aspecto resultante é de que faltou tecido.

No geral, o ideal é que a cortina se estenda até o chão ou, no máximo, um centímetro acima, e que cubra com folga toda a largura da janela. Para a medida da largura, o ideal é deixar uma folga de 10 ou 20 centímetros de cada lado.

Acerte no tipo de cortina

Existem diversos tipos de cortinas, indo desde a opção tradicional, passando pelas persianas e chegando em versões do tipo romana e até mesmo as automáticas. Novamente, tudo depende da funcionalidade e da decoração do ambiente em si.

Uma cortina tradicional traz um aspecto clássico e versátil ao ambiente, enquanto uma cortina estilo romana confere um visual mais moderno.

Se for escolher a persiana, é importante evitar os modelos de plástico ou alumínio, que têm muita cara de escritório. Em vez disso, opte pelas persianas de tecido, que tendem a funcionar melhor. Se for automatizar a área das cortinas, a cortina rolô é a melhor opção.

Com essas dicas de como escolher uma cortina para sala, o resultado é um ambiente mais aconchegante, bonito, com iluminação na medida certa e protegido do calor excessivo dos dias mais quentes.

Já conseguiu decidir como vai ser a cortina da sua sala? Conte para a gente nos comentários!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.