Arrumando a casa para um Ano Novo inteiro – a arte do desapego.

Por Erica Fonseca
24/01/2014 @ 14:57

E, praticamente, lá se foi o primeiro mês do ano.

Há quem acredite que alguns rituais são importantes para “abrir as portas” para tudo de bom que o novo ano tem a oferecer. E você, já abriu espaço para o novo? Ainda dá tempo. Veja como.

As filosofias orientais, sobretudo as praticadas na China e na Índia, que ao longo de milênios acumularam sabedoria, pregam que cultivar espaços vazios são fatores chave para manutenção da saúde, tanto dentro de nossa mente como fora, nos espaços nos quais vivemos.

Saber distinguir o essencial do dispensável passa pela consciência de que tudo o que mantemos em nossa vida, sejam sentimentos, lembranças ou objetos cobram uma parte de nossa energia vital. Neste sentido, quanto menos tivermos de bagagem material para nos ocupar, mais livre seremos e mais tempo liberamos para nos dedicarmos ao que de fato importa: nossos relacionamentos, sonhos e projetos.

Vale lembrar ainda que nada é mais caro nos dias de hoje do que espaço. Sobretudo nas grandes cidades onde a maior parte das pessoas vive em casas e apartamentos pequenos, ter espaço é considerado um luxo.

Por tudo isso, fica o convite de aproveitar ainda esse início de ano para fazer uma limpeza na casa, liberando os armários, gavetas e, sobretudo a mente para um 2014 mais leve.

Veja abaixo algumas motivações para praticar o desapego:

Ganhar espaço em casa

Um corredor, um vão de escada, uma dispensa, ou mesmo um espaço no quarto que está bagunçado ou entulhado, pode ser transformado em um cantinho acolhedor de leitura, meditação ou um home office.

Muitas vezes não nos damos conta do quanto os espaços estão ocupados por coisas que não usamos mais e como podem ser melhor aproveitados.

Dê uma boa olhada nos ambientes da sua casa e inspire-se a criar novos espaços, mais vazios.

Praticar a economia solidária e criativa

A sociedade de consumo está constantemente fomentando a ideia de que o dinheiro é a única forma de mediar trocas entre pessoas.

Isto, no entanto não é verdade, e a internet está cheia de ótimas opções para quem quer se desfazer – e até fazer um dinheirinho – com as coisas que não precisa ou não quer mais.

De móveis a livros há diversos sites onde é possível vender e/ou trocar artigos. 

Fazer o bem

Existem organizações que se dedicam a buscar doações em domicilio – móveis objetos e roupas – e destiná-los a quem precisa.

O Exército da Salvação é uma dessas Organizações que retiram gratuitamente artigos em bom estado com dia e horário marcados, basta entrar no site e agendar sua doação.

Receber novos presentes do universo

 Há um sábio provérbio que diz que só mãos vazias podem encher-se, e nada é mais verdadeiro do que isso: é preciso abrir espaço, ter coragem de se desvencilhar do velho para receber o novo.

Emanamos mensagens ao universo que atraem ou repelem energias todo o tempo. Quando cultivamos espaços vazios, com consciência e gratidão pelo essencial que temos, estamos demonstrando disposição para receber.

É preciso estar mais liberado em espaços internos e externos para que possam nos chegar as dádivas, sejam elas de prosperidade, relacionamentos ou projetos.

Então, que tal começar? Ainda dá tempo!
 

2 Comentários

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.

Beth

Ações que pratico a bastante tempo, repassar livros para bibliotecas comunitárias, roupas para instituições que abrigam pessoas necessitadas etc. Procuro difundir isso, com parentes e amigos. Os que assimilaram essas práticas de renovação, concordam que a energia flui de verdade. Abraços!

Responder
Andréia Gomes

Oi Beth!

Ótimas iniciativas! É abrindo espaço para o novo que tudo flui em casa, e na vida.

Um abraço.