Cuidados antes de comprar ou alugar – Ar condicionado

Por Vitório Real
08/03/2016 @ 19:26

A empolgação é tanta quando se trata de mudar para a casa dos sonhos que às vezes podemos esquecer de alguns cuidados essenciais antes de comprar ou alugar um imóvel. O diagnóstico, instalação e manutenção periódica da parte elétrica. Muitas vezes, entende-se por parte elétrica apenas o que envolve lâmpadas e tomadas, mas ela vai muito além disso. As instalações elétricas também estão relacionadas ao uso de aquecedores e ar condicionados, por exemplo. Outro ponto importante a ser observado, que está diretamente relacionado à instalação elétrica, por compartilhar o mesmo risco de incêndio e explosão, é a tubulação de gás. Por isso, apresentamos algumas dicas para que a segurança o acompanhe nesse novo lar e continue a fazer parte da rotina da sua família.

Sobrecarga de energia

Antes de alugar ou comprar seu imóvel faça uma vistoria em todo o sistema elétrico do local. Vale à pena contratar um profissional especializado para prevenir possíveis acidentes e despesas extras. Por isso, certifique-se que a fiação existente está em condições técnicas de suportar a demanda do seu uso cotidiano. Ar condicionado e aquecedores elétricos precisam de uma alta potência, então para evitar um curto-circuito, antes de instalar qualquer equipamento, a estrutura existente deve ser segura.

De olho no gás

Se você pretende instalar uma tubulação de ar condicionado na sua casa nova, a primeira providência é certificar-se que a rede elétrica irá comportar o gasto de energia do aparelho. Após isso, a instalação e a manutenção precisam ser periódicas: é necessário higienizar o filtro e o duto, pois eles acumulam sujeira e podem distribuir bactérias, ácaros, e fungos para todo o ambiente. Para evitar doenças respiratórias faça a limpeza constante do aparelho e garanta o bem-estar da sua família.

O gás encanado para o uso do fogão, mais comuns em apartamentos, apresenta uma série de vantagens. Além do conforto, pois o ponto do gás pode ser ampliado para a utilização do aquecimento da água e demais cômodos, outro fator importante é a segurança. Já que não é necessário armazenar um botijão extra, prática comum em muitas casas, que representa risco de vazamento ou até explosão. Outro benefício é que o fornecimento contínuo assegura a utilização total do combustível, fato que não acontece com o conteúdo do botijão. Mas lembre-se: esse sistema também requer manutenções constantes.

Cuidado como aquecedor

Tanto os aquecedores elétricos quanto os a gás devem ser regulados constantemente. O mais perigoso deles é o a gás, pois se não estiver dentro das normas de segurança pode expor a sua família a situações extremas de saúde, podendo até levar à morte.

Para tornar a temperatura do ambiente ou da água aquecidos, esse equipamento queima o gás de maneira incompleta. Nesse processo, o monóxido de carbono é liberado. Caso o aparato não esteja regulado adequadamente, a substância sem cheiro e cor, pode consumir o oxigênio do local, provocando a asfixia de pessoas ou animais.

Assim, verifique se o dispositivo está instalado em um ambiente com ventilação natural, próximo às janelas ou onde há bastante circulação de ar. A manutenção deve ser realizada periodicamente, no mínimo uma vez ao ano, mas você também pode fiscalizar o aquecedor verificando se a chama que exibe a queima do gás é da cor azul. Caso ela apresente o tom amarelo ou alaranjado, significa que a combustão está sendo feita de maneira incompleta e apresenta riscos. Nesse caso, chame um profissional. Nunca, mas nunca mesmo, tente fazer um reparo sozinho.

Se você precisar fazer uma reforma, não deixe de ler o post sobre o Cartão Construcard que financia materiais de construção.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.