Como é viver em condomínio

Por Erica Fonseca
02/08/2013 @ 10:41

Tendência a cada dia mais no contexto urbano, os condomínios são carro chefe nos investimentos do mercado da construção civil e de imóveis. Clientes e moradores cada vez mais exigentes com questões de segurança e lazer fazem com que este mercado invista cada vez mais em novidades e questões de conforto no lar.

Porém, morar em condomínio também exige uma flexibilidade que faz com que algumas regras sejam cumpridas para o convívio coletivo. Padrão de horários para sons altos, rateio de custos, convívio com animais e outros fatores tornam necessária a participação dos condôminos nas decisões, surgindo assim o papel do síndico (que na maioria das vezes, é um morador eleito pelos outros condôminos para ser o responsável e mediador de interesses no ambiente do condomínio).

Assembleias acontecem para que os problemas sejam apresentados, e para que a prestação de contas esteja ao acesso de todos os moradores. Um dos problemas mais comuns no ambiente dos condomínios, é o desinteresse pelas questões do mesmo, fazendo com que a participação nas assembleias e na representação dos interesses seja bastante pequena.

Fato é que para conviver em um ambiente de conforto, aliado à segurança de um local onde se possa viver com a família, é preciso organização e contribuição de todos para o melhor convívio social.

E para você, como é viver em condomínio?

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.