Como economizar na decoração usando Crowdfunding

24/01/2014 @ 14:32

Esse é um assunto delicado: as despesas quando se vai morar junto.

Para alguns, chega um momento na vida, de mover-se para se juntar à cara metade.  Tirando o simbolismo romântico da decisão, isso pode significar um aumento considerável nas despesas e alguns gastos iniciais significativos.

Toda mudança de casa gera despesas, mas quando esse movimento é conjunto, é mais comum as pessoas se deixarem levar pela emoção e acabarem gastando mais do que o necessário na elaboração do lar doce lar.

Comprar a casa, os móveis e os aparelhos domésticos pode consumir todas as economias do casal, e a coisa pode ficar ainda pior se o local precisar ser reformado… Então, o melhor a fazer é baratear essa fase o máximo possível.

Morar com o amado ou a amada é sim um grande passo, mas custos são altos e reais. Uma boa maneira de  renovar o seu lar, gastando menos, é recorrer  às plataformas de crowdsoursing de decoração.

Está é uma história real que ilustra bem essa situação:

Verônica e Marco são um jovem casal que tinha acabado de se mudar para a casa nova. Tudo parecia ótimo, mas pelo fato do interior do apartamento não ser exatamente do estilo do casal, e também pelo custo para contratar um arquiteto não ser baixo, uma reforma no local era necessária, mas praticamente impossível.

A velha decoração da sala de jantar e estar conjugada deles já estava incomodando ao casal, quando Marco teve a ideia de buscar na internet por projetos de decoração online. Eles experimentaram o  CoContest, uma plataforma online dedicada a promover concursos entre arquitetos para escolha do melhor projeto para decoração.

Com apenas alguns cliques e uma breve descrição de sua casa dos sonhos, eles lançaram um concurso e receberam um retorno de 22 projetos, gastando apenas 220 Euros. A maioria dos projetos correspondia bem às suas necessidades, com dois quartos, quarto de bebê, dois banheiros, uma sala de jantar incluindo o projeto de uma lareira.  Foi fácil, rápido e, o mais importante, muito mais barato do que um projeto adquirido de forma tradicional.

O arquiteto Franco Lucifora venceu o concurso (e o prêmio em dinheiro), graças ao seu maravilhoso mix de design moderno e funcionalidade. Outros arquitetos também fizeram bonito, como a empresa Flex Design e a arquiteta Silvia Buonocore, por exemplo, que deram ao casal algumas outras ideias incríveis que vão certamente encontrar espaço no projeto principal.

A Verônica conta que o que mais a impressionou foi a simplicidade e funcionalidade da ideia:  você não escolhe apenas uma opção, mas recebe muitos projetos e uma vez escolhido o vencedor, você está livre para executar apenas aquele projeto específico ou combinar estes projetos com outras ideias da maneira  que quiser, expressando sua criatividade, misturando estilos e detalhes, móveis e cores.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.