Erros comuns na hora de pedir um financiamento

Por Erica Fonseca
20/03/2014 @ 7:46

Depois dos cálculos feitos e do imóvel escolhido, é hora de reunir documentos para dar entrada ao processo de liberação do financiamento. Esses documentos também podem ser entregues aos correspondentes bancários, estando tudo completo e sem erros, o cliente é chamado para assinar o contrato.

Essa fase parece simples, mas pode demorar um pouco por alguns fatores, por isso, se você tem pressa em ter seu financiamento liberado, é interessante observar alguns detalhes importantes.

Segundo nosso parceiro Humberto, da GM Financiamentos, um dos os erros mais comuns, cometido na hora de solicitar um financiamento é a omissão de informações com relação a endividamentos ativos, já que nenhum dos compradores pode ter restrição cadastral no momento do financiamento.

Alguns bancos ainda definem períodos diferenciados de avaliação, por exemplo, se o período de avaliação for de seis meses, uma pessoa que teve uma restrição no SERASA nesse prazo, mesmo que tenha regularizado a situação, pode ter seu crédito negado, pois a pendência ainda consta dentro do período da avaliação de crédito.

A Caixa Econômica Federal é o banco público nacional que mais financia imóveis no país. Muitos tipos de linhas de crédito são concedidos para quem deseja comprar uma casa nova, usada ou na planta. Cada um tem a sua particularidade, como limite de renda, valor concedido, cobrança de juros e documentação. Também há condições e impedimentos específicos que podem variar dependendo da linha de crédito pretendida.  Por isso é importante estar atento, e junto a um profissional, fazer uma pesquisa para saber em qual linha o proponente se encaixa melhor.

Outro erro que costuma atrasar a assinatura da carta de crédito é a demora na entrega dos documentos solicitados pelo banco. Assim, quando decidir por uma modalidade de credito é importante já ter separado, e se possível à mão, seus próprios documentos.  Quem vai comprar um imóvel usado ainda deve se preocupar com a documentação do bem comprado e do seu vendedor.

De acordo com o financiamento que você vai fazer a documentação exigida também pode variar. No site da Caixa é possível baixar uma lista com os documentos necessários de acordo com cada tipo de aquisição: imóvel usado, terreno, imóvel novo ou na planta em construção.

De uma maneira geral, os principais documentos que precisam ser entregues são: Um documento de identidade (RG ou CNH), CPF, comprovante de endereço atual, cópia da declaração do imposto de renda, holerites dos últimos três meses e prova do atestado civil, que é a certidão de nascimento ou casamento. Se o FGTS for ser usado como parte do pagamento, o consumidor também deve entregar uma cópia de sua carteira de trabalho e um extrato atual do FGTS. Um casal deve apresentar a documentação de ambos.

Quando a documentação é entregue, o correspondente bancário preenche um formulário com a proposta e encaminha tudo para o Banco, o prazo para esse processo pode demorar até 30 dias.

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.