Crise? Cresce busca por imóveis acima de R$1 milhão

Por Vanelly Ferreira
15/03/2016 @ 21:57

2015 não foi dos melhores anos para a economia brasileira. Em crise, o País sofreu a desvalorização da moeda, a desaceleração dos investimentos em diversos setores, inclusive no mercado imobiliário, dentre outros impactos não muito favoráveis à população. Opa…. Parece que há algo errado nessa informação!

Na contramão da regra, uma exceção ganha destaque: o mercado de luxo no Brasil. Os resultados que comprovam isso não englobam apenas vestuário e turismo, por exemplo, mas também a compra de imóveis no País! Segundo levantamento realizado pelo VivaReal, o crescimento de buscas por imóveis com valor acima de R$1 milhão em 2015 foi de 32%, quando comparado ao mesmo período do ano anterior. Entenda mais sobre o assunto!

O mercado imobiliário em 2015: uma visão geral

O ano de 2015 foi marcado por uma recessão cíclica. De um lado o empresariado, cheios de incertezas em relação ao rumo da economia no Brasil e, consequentemente, aos investimentos em seus negócios. Do outro a população que, também receosa quanto ao futuro, adiou planos, reduziu gastos e readequou as necessidades à realidade. Isso, juntamente à inflação e outras variáveis econômicas, acabou impactando o mercado de forma geral.

Especificamente no setor imobiliário, foi possível perceber como motivo de desaceleração na busca por imóveis as dificuldades com o financiamento (mudança de regras pela Caixa, por exemplo) e do aumento da taxa de juros que incide no crédito para a compra da casa própria.

Mercado de luxo brasileiro: onde a crise não existe

Não para todos os cenários houve insegurança. No mercado de luxo brasileiro a venda de produtos não foi apenas resistente à crise como cresceu em diversos segmentos durante o ano de 2015.  Bebidas, carros, roupas de grife e outros itens importados foram alguns dos produtos que não sofreram com a situação econômica atual do País.

A justificativa para isso está atrelada à variação cambial. Com a desvalorização da moeda nacional, muitas pessoas reduziram as viagens ao exterior para compras. Isso porque o estoque de muitas importadoras supria a necessidade dos interessados com um grande diferencial: pouco ou nenhum reajuste nos valores cobrados pelas mercadorias, mesmo com a alta do dólar. Com isso, o mercado interno de artigos de luxo foi aquecido e, assim, indicou expressivo crescimento comparado a 2014.

Busca por imóveis acima de R$1 milhão: crescimento acima do esperado no mercado

Enquanto alguns ainda se planejam para realizar o sonho da casa própria, o mercado de imóveis residenciais de alto padrão apresentou forte crescimento ainda no terceiro trimestre de 2015!

Quando comparado ao mesmo período do ano de 2014, o aumento da procura por imóveis com valor de venda superior a R$1 milhão foi de 32%, de acordo com os dados das buscas dos consumidores no VivaReal.

Como grande parte das transações de compra e venda de imóveis de alto padrão independe do financiamento imobiliário, os interessados em adquirir casas ou apartamentos com valor superior a R$1 milhão já costuma ter previamente o valor do investimento – ou a maior parte dele. Como não é necessário assumir um comprometimento financeiro de longo prazo, a aquisição de imóveis neste perfil não é afetada negativamente como os demais perfis.

As capitais brasileiras com maior demanda por imóveis de alto padrão

Segundo o levantamento realizado pelo VivaReal, foi possível identificar um aumento mais expressivo nas buscas por imóveis de R$1 milhão nas capitais do Ceará (Fortaleza, 92%), do Paraná (Curitiba, 70%) e Rio Grande do Sul (Porto Alegre, 67%). Vale ressaltar que nas capitais do Rio de Janeiro e de São Paulo, por exemplo, este valor não permite a compra de um imóvel considerado de alto padrão ou luxo.
Confira a relação completa do levantamento realizado na imagem abaixo:

Fonte: VivaReal

Fonte: VivaReal

Aproveite para dar uma olhada em nossas dicas de finanças pessoais, se organizar e planejar melhor. Quem sabe um destes imóveis não pode ser seu em breve? 😉

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.