2. Definindo o imóvel ideal

Escolher um novo imóvel não é tarefa fácil! São muitos os fatores que devem ser levados em consideração, quando iniciar a sua busca procure conhecer as características da vizinhança além de elencar os fatores que são prioridade para você e sua família. Assim, optar entre casa ou apartamento; imóvel novo, na planta ou usado vai se tornar menos complicado.


Escolha o bairro que acompanha sua rotina

O mais importante para levar em consideração ao escolher um novo imóvel para morar, principalmente quando existe mudança de bairro ou cidade, é a sua rotina familiar em relação ao que o bairro oferece, veja se as características do local estão adequadas ao seu perfil. Observe os seguintes pontos:

Transporte e acesso

Pense no deslocamento diário que você precisará fazer de carro, bicicleta ou transporte público para tentar morar o mais perto possível dos pontos de interesse para o deslocamento no seu dia-a-dia. São eles: principais avenidas, pontos de ônibus, estações de trem ou metrô, rodoviárias, etc.

Escolas e Universidades

Principalmente se você tem filhos e os leva à escola diariamente – e mesmo se você paga pelo transporte privado. Leve em consideração a proximidade e facilidade de acesso com os locais de estudo. Certamente, sua qualidade de vida será muito melhor.

Lazer e Parques

É bom poder se divertir perto de casa, frequentar um parque e levar filhos e/ou cães para passear e descansar um pouco. Procure um local que tenha um espaço para isto por perto ou, ao menos, que seja rápido de ir até ele.

Trabalho

Morar perto do trabalho para muitos é um luxo maior que andar em um carro do ano no trânsito pesado da cidade. É um ponto importante a se considerar: more perto do trabalho – e não se esqueça de onde trabalham os outros membros da família.


Saiba muito mais sobre o bairro

Busque outros fatores que vão ajudar você a imaginar melhor a sua vida no novo bairro procurando saber mais a fundo sobre aspectos “menores” do dia-a-dia ou até mesmo para a hora do aperto e emergências.

Supermercados próximos

Hospitais e Farmácias

Segurança no bairro

Casa, apartamento ou flat?

Morando em um apartamento

A vida de apartamento tem tanto pontos positivos como negativos e é preciso colocá-los na balança para saber se seu estilo de vida vai combinar com este modo de morar. Como cada condomínio tem suas regras, é importante que você e sua família saibam o que é oferecido e permitido antes de escolher o novo lar.

Analise ao menos estes 3 pontos na relação Estilo de vida x Vida em apartamento:

Se as vagas de garagem são demarcadas ou rotativas

Se aceitam animais de estimação

Observe as regras do condomínio


O bom e o não tão bom de morar em apartamento

Sempre há os dois lados da moeda e você deve observá-los para não fazer uma má escolha. Como os condomínios têm infraestruturas diferentes entre si, você deve avaliar caso a caso o que nele lhe é útil e o que é supérfluo ou não interessante para o estilo de vida e tamanho da sua família.

Prós

Segurança •
Infraestrutura para a família •
Serviços no próprio edifício •

Contras

• Taxa mensal de condomínio
• Regras rígidas
• Limitação na adaptação estrutural do imóvel


Morando em uma casa

Um quintal, um jardim e poder fazer (quase) o que bem entender em seu território. Morar em casa é, na maioria dos casos, sinônimo de liberdade e privacidade de ter vizinhos mais afastados.

Menor burocracia para reformas e mudanças

1

Mais espaço e todo seu

Sem taxas mensais de condomínio


Morar em casa pode ser bom, ou não

Quem busca uma casa para morar deve saber quais são os bons e maus pontos dessa escolha. É imprescindível que você meça seu investimento para além de um possível financiamento. Morando em casa, você  pode não ter taxa de condomínio, mas terá outras responsabilidades a cumprir.

Prós

Mais espaço • Não tem vizinho do outro lado da parede • Mais liberdade para modificar a estrutura da casa •

Contras

• Manutenções em geral por sua conta • Precisará investir pesado em segurança • Sem infraestrutura de lazer e serviços

Morando em um flat

Para quem gosta da comodidade ao extremo e tem pouco tempo ou pouca paciência para limpar e organizar o apartamento, morar em um flat pode ser a sua solução ideal. O único porém é que pode ficar bastante impessoal a ponto de não parecer um lar.

Economia de tempo com limpeza

Serviços de hotel no seu apartamento

Ideal para curtas temporadas em outra cidade


Os dois lados de morar em um flat

O flat é como um hotel, porém é também um lugar para se chamar de lar. Você terá algumas preocupações a menos e algumas facilidades a mais, mas talvez nunca vá sentir que aquele “lar” é seu de verdade.

Prós

Serviços de hotel como limpeza, pequenas reformas e café da manhã • Baixa burocracia para alugar • Contrato de aluguel pode ter menor tempo •

Contras

• Valor alto de condomínio • Alta rotatividade de vizinhos • Não pode decorar, logo, fica mais impessoal

Entendendo os tipos de vagas de garagem

Para quem tem ou pretende ter carro, vale observar e questionar o corretor sobre a vaga de garagem para saber as dimensões, como se dá o uso,  e qual o posicionamento dentro do estacionamento. Leia mais abaixo:

Vaga Determinada

Localização fixa conforme o memorial descritivo do imóvel. As despesas de IPTU já constam na escritura e não podem ser vendidas separadamente.

Vaga Indeterminada

Se dá mediante o sorteio em convenção de condomínio. Não existe local determinado para estacionar. É a mais usual.

Vaga individual

É aquela vaga comprada em separado, a vaga extra. É uma unidade separada da escritura do apartamento, paga IPTU e condomínio.

vagas-560x344

Outros fatores a observar na vaga de garagem

Tamanho da vaga

Observe as dimensões da vaga, pois seu carro pode não caber corretamente nela, dificultando a manobra e podendo inclusive atrapalhar o trânsito ou embarque e desembarque em carros ao lado.

Coberta

Para condomínios que possuam vagas na rua, é bom observar se elas são cobertas e atentar-se  se a vaga deixará alguma lateral do carro exposta –  a incidência de chuva e sol, mesmo que indireta, pode danificar o veículo ao longo do tempo.

Vaga dupla

As vagas duplas podem ser lado a lado ou frente a frente, como em uma vaga mais profunda para dois carros, porém para esta, o carro de trás precisa ser manobrado para que o da frente saia.

Manobras

Também não deixe de perceber, ou até mesmo testar, se a man0bra que lhe será exigida diariamente é de muito risco e dificuldade. Mesmo que você opte por não reparar os danos no seu carro, o vizinho e o condomínio o farão por danos causados a eles.

Dicas rápidas!


Número de apartamentos x elevadores

Pergunte ao seu corretor qual a quantidade de apartamentos do edifício e veja quantos elevadores existem. Cada cidade tem sua regra sobre o assunto, mas você pode tentar imaginar o trânsito de pessoas nos elevadores nos momentos em que você precisará dele dia-a-dia.

Taxa de Condomínio x itens de lazer

Você perceberá na sua procura que nem sempre altas taxas de condomínio refletem uma infraestrutura maior de lazer, por exemplo. Por isto ponha sempre na ponta do lápis o total investido no imóvel e compare com benefícios da infraestrutura, conservação do prédio e localização.

Em qual estágio meu novo imóvel pode estar?

Com o volume de lançamentos e novos edifícios brotando pelo Brasil inteiro, além do estoque  com imóveis prontos, o comprador tem boas opções para adquirir um imóvel independente de seu orçamento ou necessidade de tempo de mudar para a casa nova. Veremos abaixo os 4 principais estágios em que um imóvel pode se encontrar no momento da compra.

plantaImóvel na Planta

Ao se comprar um imóvel na planta está se comprando, na verdade, o projeto de um imóvel, a promessa de que ele estará pronto no prazo combinado e será como foi apresentado na hora que você comprou. Por isto é muito importante conferir o histórico da construtora e avaliar bem suas datas, multas, juros, taxas e condições para que você não se atrapalhe. Comprar neste estágio rende bons preços, pois geralmente o valor da unidade “na planta” é bem menor do valor que ele terá na sua conclusão e entrega de chaves. É considerado o melhor momento para a compra com o objetivo de investimento. Não é obrigatório, mas neste momento pode haver uma unidade decorada no local da obra junto ao plantão de vendas.

plantaImóvel em construção

Neste estágio o imóvel ainda está “na planta”, porém a obra já estará em andamento quando você fechar o negócio. As regras e cuidados devem ser os mesmos que vimos anteriormente. Geralmente nesta etapa, existe no local do edifício um plantão de vendas com corretores e, quase sempre, um apartamento decorado de um ou mais tipos de unidade do empreendimento.

plantaImóvel novo

Aqui o imóvel já está pronto para morar, porém nunca teve um dono além da incorporadora/construtora. O prazo para a entrega das chaves está vinculado diretamente ao andamento da negociação e é de 30 à 60 dias na maioria dos casos. Nesta etapa, o valor do imóvel já é superior em relação ao preço no primeiro momento das vendas, quando era um projeto na planta. Por isso muitos investidores compram na planta para revender agora.

plantaImóvel usado/de terceiros

Ao comprar um imóvel de um outro proprietário é importante tomar alguns cuidados, principalmente em relação à conservação do bem e documentação dos proprietários e do imóvel. É imprescindível contar com a ajuda de um corretor de imóveis (em todos os casos é necessário, mas nenhum é tão delicado quanto este), pois podem existir pendências financeiras ou impedimentos jurídicos envolvendo o imóvel ou seus donos, o que pode impedir a venda, mesmo depois de você ter efetuado algum tipo de pagamento.  A condição de conservação do imóvel também deve ser observada para que se inclua no seu orçamento gastos com reformas e reparos. não se esqueça de negociar o preço com o vendedor tendo isto em vista.

t

Na planta, em construção, novo ou usado?

A melhor opção para você, depois de observar o fator local e tipo do imóvel, é determinar o “quando quero ir para lá”. Você sabe o seu tempo e urgência para tal. Por isto atente-se para:

  • às condições do negócio (em relação à regularização do imóvel);
  • ao prazo de entrega, reputação da construtora;
  • a sua capacidade financeira para a entrada do financiamento.