Voltar para a lista de publicações

Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

Como deve ser a apresentação pessoal do corretor de imóveis

É muito importante saber o próprio valor, mas as pessoas precisam reconhecer esse valor em você - antes mesmo de conhecê-lo(a) bem. Por isso, uma correta apresentação faz toda a diferença na vida do corretor de imóveis.

  • Postado em 26 de novembro de 2018
  • Destaque, Geral
  • Muito além do bem vestido, o corretor deve apresentar outros fatores para impressionar. Acredite, a expressão “a primeira impressão é a que fica”, não é apenas uma falácia. Isso pode fazer a diferença entre uma conversa improdutiva e um negócio fechado.

    Segundo pesquisa da Universidade de Glasgow, na Grã-Betanha, mostra que apenas um “olá” é suficiente para alguém construir opinião sobre a personalidade do outro.

    Então, para ir além do óbvio, fique atento às nossas dicas a seguir.

    Espere, não faça esperar

    Uma das coisas mais chatas é ter que ficar esperando outras pessoas – principalmente se essa outra pessoa marcou de mostrar um produto a você. Não arrisque começar uma visita com o pé esquerdo. Esteja no imóvel, pelo menos, 15 minutos antes do cliente chegar. Ele pode se atrasar – você não.

    Mesmo que esteja cansado, ou ter esperado por mais tempo que o previsto, não deixe isso transparecer. Mostre empolgação e cordialidade na hora de mostrar o imóvel. A hora da visita é onde você deverá fazer o cliente se encantar. E suas chances serão drasticamente menores se estiver desanimado na hora de fazer isso.

    Atente-se ao discurso

    Um corretor é, antes de tudo, um vendedor. E os discursos de vendedores tendem a serem “clichês”. Evite esse comportamento. O ideal é que você consiga ser o mais natural possível. Mostrar que está à vontade na situação em que se encontra.

    Não precisa ser formal demais, mas também não exagere nas informalidades. O cliente tem que entender que está conversando com um igual. Isso gera empatia e transmite confiança.

    Cuide da imagem

    Sua primeira impressão é formada em 0,5 segundos.* Então é bom trabalhar para que qualquer conclusão precipitada que o cliente vai tirar de você, sejam as melhores possíveis.

    • Aparência: Nada de cabelo desarrumado, barba mal feita ou cara amassada. Seja em qualquer ambiente de trabalho, você deve mostrar profissionalidade.
    • Vestuário: Não precisa ser formal demais, a não ser que o ambiente exija isso. Mas, em situações comuns, o ideal é que uma roupa confortável e apresentável seja o suficiente. Se tem dúvidas, a dica é tentar entender como o cliente se porta. Se ele normalmente anda de calça jeans, ele não se importará se também estiver usando uma. De modo geral, procure roupas “coringas” que não chamem tanta atenção. E nada de roupas amassadas também.

    Cuidado com as redes sociais

    Sabemos que as redes sociais são excelentes aliadas na hora de vender. Mas também são rápidas na hora de desfazer uma boa imagem. Por isso, tenha muito cuidado com o que você posta.

    • Whatsapp/Telegram: Já parou para pensar qual sua foto de perfil do whatsapp? É aquela foto na praia, confortável com uma cerveja na mão? Que imagem você acha que está passando ao seu cliente? Prefira uma imagem que mostre você num ambiente mais neutro – e com roupas mais compostas. Se preferir, tenha dois números (pessoal e profissional) para evitar situações embaraçosas e pré-julgamentos desnecessários.
    • Instagram: Se você gosta dessa rede social, mas que também quer usar para seu trabalho, tenha duas contas. Em uma, procure deixar fechada (para evitar clientes curiosos) e use para fins pessoais. A outra, deixe no modo “negócio” e invista em postagens relacionadas ao seu trabalho, produzindo conteúdo relevante para seu público. Evite misturar os dois ambientes.
    • Facebook: Vale a mesma regra do Instagram.

    Sua imagem como profissional é um crescimento constante. É um trabalho que deve ser feito e refeito sempre. Esteja sempre pronto para crescer, investir em coisas novas, em aprender cada vez mais.

    Faça networking, participe de eventos e mostre a colegas, clientes e parceiros o tipo de profissional que é e qual pode ser. O reconhecimento virá.

    O que você acha mais importante na apresentação pessoal de um corretor? Conte para a gente nos comentários.

    Comentários

    comentários


    Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

    Veja também no VivaCorretor

    • Social
    VivaReal

    O VivaCorretor é uma iniciativa do Portal Imobiliário VivaReal