Voltar para a lista de publicações

Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

Salário? Afinal, quanto ganha um corretor de imóveis

Uma das dúvidas mais comuns sobre a profissão de corretor de imóveis é o salário. Nesse post falamos sobre quanto ganha um corretor de imóveis.

  • Postado em 22 de abril de 2014
  • Carreira, Mais curiosidades, Publicações
  • Dúvidas constantes principalmente para quem está pensando em entrar no mercado imobiliário: ser corretor dá dinheiro? Quanto ganha por mês? Qual o salário de um corretor? É isto o que vamos esclarecer aqui.

    Existem basicamente quatro formas de um corretor ganhar dinheiro: atuando como autônomo, trabalhando em parceria com uma imobiliária, como captador ou ainda como assalariado.

    Antes, é preciso ponderar sobre o autônomo, pois muitas imobiliárias, para não gerar vínculo empregatício com o corretor “parceiro”, costumam chamá-lo de “autônomo”, mesmo trabalhando na imobiliária. 

    O Corretor de Imóveis Autônomo

    O corretor realmente autônomo é o que trabalha por conta, que tem seu escritório próprio, capta, negocia e acompanha a transação sem a interferência ou auxílio de uma imobiliária. O máximo que poderia haver de relacionamento seria com outro corretor atuando em parceria como “eu tenho o cliente e você o imóvel” e fazem um rateio acordado da comissão. Este é o ponto: a comissão.

    Por lei, o máximo de comissão possível de ser cobrada sobre uma transação é de 6% do valor do imóvel, salvo exceções quando a lei local pode variar este percentual. Logo, um corretor que trabalha como autônomo terá o total desta comissão para ele.

    Isto, logo, gera um valor variável que com a frequência de vendas pode ser muito ou pouco. Pense o seguinte:

    • você pode vender todos os meses 1 imóvel de até R$100 mil, em tese um “salário’ de R$6 mil por mês;
    • você pode vender 1 imóvel de R$500 mil a cada 6 meses e ganhar até R$30 mil por esta venda e planejar-se durante um período incerto de tempo até a próxima venda;
    • ainda há o cenário, principalmente inicial, que você pode passar quase 1 ano sem vender nada e vai ter que se virar.

    São muitas variáveis, de fato não são somente estas três acima, mas diversos cenários onde podem ocorrer muitas ou poucas vendas.

     

    Sobre ser autônomo de verdade, tenha em mente que todos os custos de captação, publicidade, gasolina, telefone, são todos e exclusivamente seus. Logo, se pretende iniciar trajetória como autônomo tenha uma boa quantia de reserva, principalmente se estiver iniciando no mercado e não tiver clientes em carteira herdadas de um passado trabalhando em imobiliária, por exemplo.

    Em suma, corretor de imóveis autônomo pode ter:

    • 100% da comissão da venda de um imóvel;
    • ter parte da comissão em caso de parceria com outro corretor;
    • ganhos variáveis e sem frequência definida;
    • terá de arcar com custos de transporte, comunicação e publicidade.

    Corretor atuando em parceria com uma imobiliária

    Uma das formas mais comuns, e mais fáceis por assim dizer, de atuar no mercado imobiliário é em parceria com uma imobiliária. Com isto, o corretor tem um volume maior de imóveis disponíveis para oferecer a um cliente que quer comprar ou alugar, pois são vários corretores captando imóveis para alimentar a oferta da imobiliária.

    Outro ponto é que a imobiliária geralmente possui um alcance maior na internet ou no reconhecimento de marca sobre população de uma cidade, coisa que para um corretor autônomo isto é construído cliente a cliente. Logo, a quantidade de clientes que chegarão até ela é bem maior.

    quanto ganha um corretor de imoveis

    Você poderá atender mais e até vender mais em uma imobiliária, isto vai depender muito da quantidade de corretores que trabalham com ela e do volume de clientes e imóveis que chegam até ela. Pois pode acontecer de ter 100 corretores e chegam 140 contatos interessados por mês, ou trabalhar em uma empresa que têm 10 corretores e 30 contatos por mês. Pondere sobre a potencial conversão que você terá e reflita sobre o próximo parágrafo.

    Em qualquer transação imobiliária são aplicadas as mesmas regras de comissionamento, até 6%. Porém, a imobiliária tem o diretor, o gerente, a própria imobiliária, você e/ou o captador do imóvel. E os seus 6% virarão 2% quando não 1,43% ou 1%. Este rateio varia de imobiliária para imobiliária.

    Em resumo o corretor que atua em parceria com uma imobiliária têm:

    • comissão variável de acordo com o rateio proposto pela imobiliária, mas nunca o total dos 6%;
    • potencial maior volume de contatos e vendas;
    • ainda assim sem frequência garantida de ganhos;
    • beneficia-se da presença de marca da empresa na internet e localmente.

    Atuando como captador de imóveis

    Independente se você é autônomo ou atua em parceria com uma imobiliária, poderá beneficiar-se dos imóveis que você capta para a imobiliária ou para si.

    No caso de uma imobiliária, você traz um imóvel para o portfólio da empresa e um outro corretor o vende. Geralmente, quem captou este imóvel tem direita a um percentual, uma fatia, sobre a comissão da venda ou, no caso de locação, parte ou a totalidade do primeiro mês de aluguel pode ir para o captador. Mas nada disto é regra.

    Trabalhando como autônomo, você poderá fazer parceria com outros corretores autônomos quando, por exemplo, ele tem o cliente e você o imóvel. Em comum acordo poderão definir um rateio da comissão, o chamado “50/50” (fifty), mas não obrigatoriamente meio-a-meio.

    É mais uma fonte de ganhos, mas este é, exceto em caso de especialização, um complemento. Quase um elemento surpresa. Ou seja, não conte exclusivamente com isto se não tem foco comercial nesta modalidade.

    Corretor assalariado

    Quase uma utopia. São raríssimos os casos de imobiliárias ou construtoras que trabalham com salário para corretor, nem que seja o salário mínimo. Logo, na maioria quase absoluta dos casos, o corretor não tem salário, somente comissão.

    Comentários

    comentários


    Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

    • Fernanda

      Boa noite!@
      Sou leiga e quero contratar um corretor pra colocar um imóvel pra alugar,a dúvida é como faço o pagamento a ele só qd consegui alugar o imóvel ou antes?
      Obrigada!

    • Interessante! O artigo me ajudou a ampliar algumas possibilidades neste mercado. Estou pensando em considerar trabalhar desta forma.

    • website offline

      Olá Ana. Depende da imobiliária. Converse com a sua equipe 😉

    • website offline

      Se eu trabalhar em uma equipe de imobiliaria eu posso fazer placa e cartoes no meu nome ou so posso atuar juntoa imobiliaria

    • Muito bom eestimulante a matéria publicada pelo Viva Real,muito proveitosa,porém utilizo ainda poucos dos recursos publicados.

    • VivaCorretor

      Você disse a palavra certa, Antônio: planejamento!

      Abraços

    • antonio claudio

      É verdade, sou corretor e aprendi que preciso trabalhar planejando o meu faturamento anualmente, ou seja quanto quero ganhar no ano. ai divido pelos 12 meses e tenho meu salário.pois já passei 6 meses sem vender e lhes digo não é mole não, porém numa venda bem feita você consegue uma boa renda e ai é só planejar os gastos.
      Boa sorte.
      Antonio Claudio

    • Rafael

      Entre no Ramo Imobiliário em 2007 levei 8meses para fazer á primeira venda más em 2012 em apenas um mês vendo 28Apartamentos nem quem trabalha com Loteamento vi um número maior de venda em apenas um único Mês.Movimentos à economia do País em um Mês o equivalente á quase 6Milhoes de Reais.Vai uma dica para quem quer entrar de programe e guardam uma reserva para caso não venda nos primeiros meses ter como se sustentar pois na época era solteiro e morava com os país e Corretor você mesmo se está más de 3Meses que não está vendendo procure outra imobiliário ou invista como autônomo às vezes o problema não somos nós más uma equipe que beneficia somente alguns!!!

    • VivaCorretor

      Olá Janio,
      Com certeza! É preciso ter expectativas reais quanto ao retorno financeiro, sobretudo no início da carreira.

    • Se existe uma dúvida que intriga e ao mesmo tempo enche de expectativas quem está pensando em entrar neste mercado, pode ter certeza de que esta inquietação está relacionada aos ganhos financeiros que o corretor de imóveis terá com a profissão.
      Obrigado pelas explicações!

    • VivaCorretor

      Olá Claudia!
      Formação extra ajuda demais o corretor de imóveis. Estude a grade horária dos cursos antes de romar uma decisão 😉

    • daniel Desidério

      Gostei muito eu quero muito entrar nesse ramo imobiliário

    • VivaCorretor

      Olá Letícia!
      Isso depende sempre da negociação entre o corretor e a imobiliária.

      Abraços e continue acompanhando o VivaCorretor!

    • Leticia

      Boa noite.
      E quando se trata de você administar um imóvel pela imobiliária?
      Se paga meio a meio?

    • Carlos Alberto dos Santos Costa

      Prezados Senhores.

      Foram de grande valia as enformações relatadas,espero que continuem informando sobre o Mercado Imobiliário.Devo acrescentar ,que existe uma Lei Constitucional que garante o Piso salarial da categorial;para o Profissional devidamente registrado no Órgão de Classe.
      do Corretor de Imóveis.

      Atenciosamente.

      Carlos costa
      corretor de Imóveis

    • Tiago

      Bacana, bem informativo.

    • Rinaldo

      Há bons e maus cursos, basta saber escolher.

    • Bastante interessante e pertinente o tema. Realmente os Corretores de Imóveis não tem salário, recebem honorários sobre as vendas. Se puder colaborar, pra quem estiver pensando em ser um Corretor de Imóveis e tem interesse em conhecer mais, sugiro acessar:
      http://tti.cursocorretordeimoveis.com.br/como-tornar-se-corretor-de-imoveis

      Um guia com 05 vídeos, passo a passo, com todas as informações, quanto ganha, onde fazer o curso, etc

    Veja também no VivaCorretor

    • Social
    VivaReal

    O VivaCorretor é uma iniciativa do Portal Imobiliário VivaReal