8 dicas de como alugar um imóvel comercial

Para alugar um imóvel comercial é preciso ter alguns cuidados antes e durante o processo.

Por Vitório Real
23/08/2016 @ 11:42

Escolher um imóvel pode ser um processo altamente demorado, trabalhoso e complexo, que envolve diversas etapas e pontos que precisam ser levados em conta. Quando se trata de um imóvel comercial, então, os cuidados precisam ser ainda maiores!

Esse tipo de propriedade demanda uma série de novas preocupações, pois precisa atender não apenas às necessidades do locador, mas também da empresa, dos funcionários e dos clientes!

Quer descobrir como fazer isso? Então confira as dicas.

1. Saiba o que a sua empresa precisa para filtrar a busca

O primeiro passo é saber quais são as necessidades operacionais da sua empresa, incluindo detalhes como estoque, demandas de clientes, número de funcionários, tipo de produtos ou serviços prestados, entre outros. Dessa forma, você pode procurar apenas aquelas propriedades que atendem as demandas, refinando consideravelmente a busca e tornando o processo muito mais rápido e simples.

Vale lembrar também que o valor que você vai pagar no aluguel impactará consideravelmente os preços que você praticará no seu empreendimento. Portanto, você deve dar muita atenção também a esse aspecto.

Observe, ainda, se além da capacidade de alojar o seu negócio, os serviços básicos são oferecidos com qualidade no bairro: luz, água, telefone, esgoto e internet. Se você ficar sem um deles de repente, os prejuízos poderão ser enormes.

2. Considere a localização

O local é um item ainda mais importante para imóveis comerciais do que em propriedades residenciais. Afinal, o espaço físico precisa ficar acessível para os clientes, fornecedores e até para os funcionários!

Antes de fazer uma proposta, verifique se o acesso é fácil: estações de metrô ou trem no bairro ajudam bastante, bem como pontos de ônibus. Vagas disponíveis ao longo da via ou um estacionamento próximo também são uma boa pedida para quem quer receber os consumidores com mais facilidade.

É bom também que a rua seja larga e comporte veículos maiores, especialmente se contar com uma área exclusiva para carga e descarga para as mercadorias.

3. Conheça os preços dos imóveis na região

Não dá para decidir pelo imóvel ideal sem saber qual é o preço médio praticado na região onde ele está inserido. Então, antes de considerar uma proposta, procure saber qual é o valor cobrado pelo metro quadrado naquele bairro e nas ruas adjacentes, para imóveis comerciais com uma metragem e estilo parecido com o que você deseja.

A internet pode ser uma excelente fonte de pesquisa, por meio de sites especializados (como o VivaReal). Além disso, pegue dados com proprietários e funcionários de outras lojas dessa região.

4. Verifique o estado do imóvel

Caso o local já tenha sido alugado antes, é preciso atentar-se em como está o imóvel. Os locatários anteriores e seus funcionários podem não ter tido o mesmo cuidado e carinho com a estrutura que o proprietário teria, por exemplo.

As partes hidráulicas e elétricas são campeãs em problemas. Verifique atentamente se o encanamento está em bom estado e se não existem vazamentos, infiltrações ou pontos de umidade e mofo. Propriedades mais antigas costumam ter canos ultrapassados, que podem estar deteriorados.

Quanto à questão elétrica, o quadro de energia precisa comportar todos os seus equipamentos e é preciso que o número de tomadas seja suficiente para as necessidades de funcionamento do seu negócio. Com essas informações em mente, é possível escolher o imóvel com estrutura ideal para você.

5. Peça descontos caso precise realizar reformas

Se você precisar reformar o imóvel para que ele fique adequado ao seu tipo de negócio, pode propor as alterações ao locador e tentar negociar um abatimento no valor do aluguel para arcar com os gastos das obras.

Isso será interessante para ambos os lados, pois o proprietário vai modernizar o seu patrimônio sem ter que se preocupar com todo o trabalho, e você terá um desconto para deixar o ponto comercial perfeito para receber a sua empresa.

6. Certifique-se de que haja uma vistoria inicial

Antes de assinar o contrato, o ideal é que seja feita vistoria no imóvel, estipulando uma checklist dos problemas e documentando com fotos os detalhes relevantes. Vale verificar tudo: estado do piso, trincas nas paredes, fechaduras que estão com defeito, entre outros. Isso pode ajudar também a pedir abatimentos, caso você conserte durante a vigência do contrato de locação.

Embora isso não faça diferença no início, essa atitude pode evitar aborrecimentos e dores de cabeça lá no final do acordo, quando você devolver a propriedade ao dono.

7. Verifique a documentação

Além de checar se as taxas de condomínio estão em dia, se for o caso, existem outros documentos que você deve solicitar ao proprietário. Um deles é o habite-se, que comprova que está tudo regular com a prefeitura, e o Auto de Vistoria do Corpo de Bombeiros (ACBV). Alguns municípios ainda podem requerer outros laudos, como o Laudo de Vistoria Elétrica.

Por fim, há o Alvará de Funcionamento: embora muitos empreendimentos funcionem sem ele, legalmente qualquer estabelecimento que tenha atendimento ao público precisa de um. Caso haja algum acidente dentro da loja, seus problemas poderão ser grandes se você não tiver essa autorização.

8. Analise o contrato com atenção

O passo final, que é finalmente a assinatura do contrato, precisa ser feito com o máximo de atenção. Você deve observar e negociar detalhes, de forma a assegurar que não terá maiores problemas no futuro.

A duração do contrato, por exemplo, é uma questão relevante. Ao mesmo tempo em que não é interessante ter um prazo muito extenso, pois isso prenderia a empresa no local. Já um período muito curto pode não compensar as benfeitorias que você pode ter feito no imóvel, e ainda permite que o locador aumente o aluguel.

Se você assinar um contrato de três anos, por exemplo, procure fazer com que a multa de rescisão não seja excessivamente alta. Assim, se por algum motivo o negócio não prosperar ou se você encontrar outra boa oportunidade, o acordo não inviabilizará uma mudança. Mantenha as coisas mais flexíveis para que você possa fazer o que for preciso para ter sucesso.

Essas são as melhores dicas de como alugar um imóvel comercial! Gostou de conhecê-las? Tem alguma outra sugestão? Conte para nós aqui nos comentários!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.