Quais são os gastos mensais de quem mora de aluguel?

Saiba os gastos mensais de aluguel se está pretendendo buscar um novo lar e tenha um bom planejamento financeiro antes da sua decisão. Confira as dicas!

Por Vitório Real
05/10/2016 @ 15:01

Manter a casa implica em uma série de contas a pagar, e os gastos mensais de aluguel acabam indo muito além dele. Pequenas coisas, que mal percebíamos quando estávamos na casa dos nossos pais, podem ser bem mais caras do que imaginávamos. Por isso, é essencial saber quais são as principais despesas, de forma a fazer uma programação financeira inteligente.

E então, quer descobrir quais são esses custos? Continue lendo!

Aluguel

Obviamente, um dos principais gastos mensais de quem mora de aluguel é o próprio valor do aluguel! Esse é um pagamento fixo e que consumirá uma parcela considerável do seu orçamento. No entanto, não pode ser considerado uma surpresa e ao menos já estará dentro das previsões iniciais de despesas do inquilino.

É essencial já não considerar essa quantia como parte do seu salário. Afinal, a sua liquidação não é opcional. Procure não ultrapassar a data de vencimento, pois os juros costumam ser bastante altos. Deixe esse dinheiro sempre reservado e pague assim que receber o salário. Assim, você estará livre para administrar o que sobrou para as demais despesas.

Condomínio

Se você mora em um prédio ou condomínio fechado, a taxa mensal é outra despesa fixa e que não costuma ser pequena. Especialmente quando você vive em uma região nobre ou em um bairro mais disputado, essa conta pode ser até bem salgada.

Por isso, assim como acontece com o aluguel, já deixe esse valor separado, pois seu pagamento é obrigatório e as multas também não são baixas. Para compensar esse custo e economizar com outros gastos, procure usar as facilidades oferecidas, como academias de ginástica, quadras poliesportivas ou piscina.

Eletricidade

A conta de luz provavelmente é a mais cara das taxas ordinárias que você precisa pagar para manter a sua casa. Ela também precisa ser quitada todos os meses, porém, apresenta uma grande vantagem: com atitudes pequenas, é possível minimizar bastante o seu valor.

Deixar lâmpadas acesas em cômodos que não estão em uso é uma péssima ideia. Usar lâmpadas incandescentes também é já uma escolha ultrapassada. Troque por modelos mais modernos, como as de LED ou as fluorescentes. Reduzir a potência do chuveiro também é uma boa opção.

Por fim, retire equipamentos eletrônicos e eletrodomésticos que não precisam ficar ligados da tomada quando não estiver utilizando. Ainda que na modalidade de stand-by, esses aparelhos gastam energia – especialmente os de tecnologia mais antiga.

Gás e água

As contas de gás e água não costumam ser tão elevadas quanto a de eletricidade, mas isso não quer dizer que elas não devam ser alvo de preocupação para quem mora de aluguel. Atitudes simples já ajudam a economizar um pouco nessas taxas.

Para reduzir a despesa com gás e também para evitar acidentes, é importante investir em fogões novos e evitar qualquer vazamento. Outra boa ideia é fechar o registro sempre que você não estiver cozinhando.

A água também merece atenção, tanto pelo bolso quanto pela consciência ambiental. A conta costuma ser dividida entre todos os condôminos no caso de edifícios, mas há prédios mais modernos que fazem cobrança individual. Tente não usar a máquina de lavar com poucas roupas, reduza o tempo no banho e instale descargas mais econômicas, que oferecem a opção de utilizar um fluxo menor.

Telefonia

As contas de telefone já foram um dos maiores gastos mensais fixos e eram o terror de muitas residências brasileiras. Entretanto, essa realidade mudou muito após a popularização dos aparelhos celulares e da internet, com seus programas de conversação e chats.

Se você ainda conta com uma linha fixa, é interessante buscar pacotes que permitam ligações locais gratuitas e bons valores por minuto para chamadas à distância. Usar e abusar do seu pacote no telefone celular também é bom para economizar algum dinheiro — muitas pessoas contratam itens e facilidades que sequer utilizam, como SMS grátis, e que acabam sendo um gasto desnecessário.

Alimentação

Mesmo que você more sozinho, a alimentação é outro gasto mensal que pesa no orçamento. O ideal é evitar idas a restaurantes e cozinhar cotidianamente, armazenando a comida para os outros dias.

Você também pode achar um supermercado mais em conta e comprar em maiores quantidades quando encontrar bons preços ou promoções.

Internet e TV a cabo

A maioria dos provedores de internet também trabalha com TV a cabo e oferece pacotes e combos exclusivos para esses serviços. Por isso, é interessante pensar nessas despesas de forma conjunta e procurar maneiras de torná-las menos dispendiosas para quem mora de aluguel.

A melhor dica é focar nas suas reais necessidades e não pensar grande demais: adquira apenas aquilo que você efetivamente usa. Ninguém tem tempo de assistir a 500 canais e, em geral, você não precisará de uma conexão incrivelmente veloz, a menos que isso seja essencial para o seu trabalho.

Pesquise bastante e compare exaustivamente os preços das operadoras disponíveis antes de assinar um pacote.

Manutenção

A manutenção da casa é outro dos gastos mensais que não podem ser desconsiderados, afinal, manter uma propriedade custa muito dinheiro. Pense que você precisará investir em artigos de limpeza e higiene, e muitos deles não são nada baratos.

Uma boa ideia aqui é descobrir quais são os supermercados e lojas que oferecem preços mais competitivos e também não se prender a marcas famosas. Linhas mais baratas e produtos genéricos podem sair por muito menos, com uma eficácia similar ou até melhor.

Há, ainda, como preparar seus próprios produtos de limpeza. Existem diversos tutoriais na web ensinando a fazer algumas soluções para isso, como as de vinagre e de bicarbonato de sódio – vale a penas pesquisar quais são elas.

Lembre-se também de que uma faxineira pode ser fundamental, especialmente se você não tiver muito tempo sobrando. Você pode pedir indicações para seus familiares e amigos ou contar com a ajuda de empresas especializadas no ramo.

Imprevistos

Acredite, imprevistos também devem estar nos gastos mensais de quem mora de aluguel. Eventualmente, você precisará de um encanador, um eletricista ou até mesmo de um profissional para reparos.

Mais uma vez, vale uma boa pesquisa e comparação de preços do mercado ajudará bastante. Montar uma planilha ou usar aplicativos para controlar as suas despesas pode salvar o seu orçamento!

Gostou do conteúdo? Está mais preparado para morar de aluguel? Então assine a nossa newsletter e fique sempre por dentro das novidades!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.