Você está vendo esta página porque o imóvel que buscava foi alugado ou está indisponível.

Casa com 5 Quartos à Venda, 750 m² por R$ 3.200.000 Caraguatá, Mairiporã - SP

  • 750 (R$ 4.266/m²)
  • 5 quartos
  • 11 banheiros
    1 suíte
  • 6 vagas

Características

  • Piscina
  • Mobiliado
  • Churrasqueira
  • Varanda
  • Ar-condicionado
  • Salão de festas
  • Cozinha
  • Sistema de alarme
  • Copa

Sobrado com 5 dormitórios 4 vagas de garagem, 5 suítes a venda, 750 m² - venda por R$ 3.200.000,00

Sonha viver em uma linda casa no melhor condomínio na Serra da Cantareira? Sobrado maravilhoso no condomínio suíça da Cantareira! Semi novo, vista maravilhosa. Com 6 vagas cobertas, casa do caseiro ou visitas, 5 suítes com 1 master banheiro com quarto da quase 90 mts. Uma piscina aquecida com solar coberto, com dois banheiro feminino e masculino, churrasqueira independente, um externo ofurô ou piscina pequena, sala de academia. Excelente sobrado em condomínio fechado. Nos séculos XVI e XVII a região era a rota dos tropeiros, comerciantes que se deslocavam por meio de carretas puxadas por muares e cavalos.[6] Estabeleciam o comércio entre a cidade de São Paulo e outras regiões do país, em especial Minas Gerais e Goiás. Esses armazenavam seus estoques de água em jarros chamados cântaros, colocados em prateleiras chamadas de "cantareira", razão do nome da serra.[6] Santana, distrito da Zona Norte paulistana e a Serra ao fundo. Anos depois grande parte da floresta nativa foi derrubada para o cultivo de café, erva mate e cana de açúcar. O êxodo rural e as imigrações causaram um grande crescimento populacional na cidade de São Paulo.[6] No século XIX a futura metrópole sofreu de graves problemas no abastecimento de água. Por meio de estudos geológicos percebeu-se que a solução do problema viria da utilização do Ribeirão da Pedra Branca, localizado na serra.[6] Devido à sua proximidade com o reservatório da Consolação, houve a captação de água dessa localidade. Para a construção dessa estação de abastecimento houve a criação da linha férrea do Tramway Cantareira, o Trenzinho da Cantareira, imortalizado na canção de Trem das Onze de Adoniran Barbosa.[7] Inicialmente era utilizada para locomoção de trabalhadores e materiais de construção e pouco tempo depois de aberta começou também a transportar passageiros para os bairros da periferia da cidade, fator que causou o desenvolvimento e povoamento da Zona Norte. Ao mesmo tempo o Governo desapropriou diversas propriedades rurais visando recuperar a mata devastada pela agricultura e manter preservados os mananciais de água para garantir das represas Engordador, Barrocada e Cabuçu. Anos depois a natureza se recompôs, voltando ao seu estado original. Iniciado em 1909 o sistema de abastecimento fornecia água para quase 80% da capital.[6] Em 1963 a região da Serra tornou-se Reserva Florestal, já em 1986 grande parte da mesma transformou-se no Parque Estadual da Cantareira, unidade de preservação. Em 1993 a Reserva da Biosfera do Cinturão Verde de São Paulo, da qual faz parte, foi reconhecida pela UNESCO como parte integrante da Reserva da Biosfera da Mata Atlântica.[8] Cultura geral A serra já foi palco de diversos acidentes aéreos emblemáticos. O primeiro foi em 24 de março de 1938, quando um Junkers Ju 52 chocou-se contra a serra, matando todas as 5 pessoas que est...