Voltar para a lista de publicações

Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

Como vender imóvel rural usando 4 dicas matadoras

Existem muitas oportunidades com venda de imóveis no meio rural. Embora exija um conhecimento mais técnico, ter imóveis desse tipo na carteira é uma diversificação que pode ser bem vantajosa.

  • Postado em 12 de dezembro de 2018
  • Destaque, Geral
  • Vender um imóvel rural possui inúmeras diferenças em relação à venda de um imóvel urbano.

    Alguns conhecimentos são específicos deste tipo de transação: seja documentos, especificidades do imóvel e as leis que regem esse ato.

    Se você não é um especialista, mas pretende entrar nesse mercado ou tem algum imóvel deste tipo para vender, fique atento às dicas a seguir:  

    Localização

    A localização é um dos fatores mais importantes para qualquer tipo de venda de imóvel. No entanto, as prioridades do imóvel rural são outras. Fatores como microclima (que tipo de plantio é possível com aquele clima?), região (o que pode ser encontrado por lá?), população, vias de acesso (que tipos de transportes são acessíveis naquela estrada?) influenciam muito a decisão de compra.

    Por causa desses diversos fatores é imprescindível conhecer bem a região em que aquela propriedade está localizada.

    Propriedade

    As características de qualquer propriedade também são fundamentais. Nos imóveis rurais, alguns detalhes são mais relevantes do que outros. É terreno ou tem imóvel construído? Que tipo de solo possui? É adequado para que tipo de plantio? Qual a qualidade da grama? É útil para o pasto? Qual a metragem de terreno e a área construída? Existe a possibilidade de construção de algum poço?

    Para todos esses questionamentos o corretor deve estar preparado para responder. Todas esses dados servem para entender o valor agregado da propriedade e qual o potencial que esse imóvel possui.

    Avaliação

    É preciso ter muito cuidado ao avaliar qualquer tipo de imóvel, mas os imóveis rurais exigem atenção especial. Além de ter que considerar todas as características que a propriedade carrega, é importante não deixar de considerar todo o valor agregado que ela trás. Também é preciso fazer um estudo de valor dos imóveis da região com características semelhantes para não correr o risco de supervalorizar ou desvalorizar o imóvel.

    Com um preço justo é muito mais fácil conquistar a confiança do cliente e conseguir fechar negócio.

    Documentação

    A documentação é, sem dúvida, uma das partes que mais geram dúvidas entre os corretores. Por isso, é bom fazer com cautela. Além dos documentos indispensáveis para qualquer transação imobiliária, para imóveis rurais há ainda a documentação relativa ao meio ambiente.

    Conheça bem as Áreas de Preservação Permanente, quais devem ser sempre mantidas e as áreas de reservas legais, que podem ser exploradas de maneira sustentável. Tudo isso conta na hora de tirar o Registro Ambiental Rural, documento exigido para uma escritura de propriedade rural.

    Também será necessário:

    • Certidão de Cadastro de Imóvel Rural no INCRA atualizado;
    • Últimos 5 talões quitados do INCRA;
    • Certidão Negativa de Débitos do imóvel rural;
    • Certidão do Registro de Imóveis;
    • Histórico vintenário;
    • Documentação de subdivisão do imóvel (se for preciso);
    • Certidão de Ônus; e
    • a última Declaração de Imposto sobre Propriedade Territorial Rural.

    Por fim, é importante compreender que para vender um imóvel rural é preciso muita preparação e estudo, mas o investimento no tempo e esforço compensa, porque além de sempre haver público para esse tipo de propriedade, os valores normalmente abordados também são atraentes.

    Você já trabalhou ou tem vontade de trabalhar com imóveis rurais? Qual sua maior dificuldade? Conte um pouco para a gente nos comentários.

     

    Comentários

    comentários


    Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

    Veja também no VivaCorretor

    • Social
    VivaReal

    O VivaCorretor é uma iniciativa do Portal Imobiliário VivaReal