Voltar para a lista de publicações

Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

3 coisas para não fazer em tempos de crise

Se tudo na vida fosse fácil, cada realização não seria uma conquista. Muitas vezes as dificuldades da vida surgem. E são elas que tendem a provocar o desejo de crescer mais e melhor.

  • Postado em 3 de outubro de 2018
  • Destaque, Geral
  • A vida de quem trabalha com o mercado imobiliário está longe de possuir alguma estabilidade. O mercado acompanha a economia interna e externa. Acompanha a economia do estado e do município.  Acompanha as ofertas de crédito dos bancos, que trás mais ou menos potenciais compradores. Também se altera com o cenário político, onde cada governante tem um plano diferente para atuar, que atinge diretamente o mercado imobiliário.

     

    Mas quem optou por essa vida de muito trabalho e – se bem sucedido – grandes recompensas, já sabia disso. No entanto, muitos preferem procurar a estabilidade de uma rocha, quando deveriam ser como uma folha e acompanhar a brisa que recebe – e assim, ir mais longe.


    Repetir a mesma fórmula


    Não adianta querer resultados diferentes se todo dia você faz exatamente a mesma coisa. Essa é uma frase bem conhecida, mas que corresponde à realidade. Diante de uma crise, é preciso adotar novas estratégias para reverter o cenário. Se manter dentro dessa caixinha pode ser um perigo.

     

    Situações adversas exigem um olhar diferente, criativo e livre. Não adianta ficar olhando para aquele cenário como sempre fez, tem que enxergar além. É literalmente pensar fora da caixa. É a hora de estudar, de pedir ajuda e analisar as opções e novos meios para lidar com essa situação.

     

    Não importa se é uma empresa inteira ou só um corretor, o estudo e planejamento são essenciais. Estudando o cenário, é possível compreender o que está causando mais impacto, e com o planejamento correto, é possível adotar novos métodos.


    Ser pessimista

     

    “Às vezes você ganha, às vezes você aprende”. Nenhum cenário, por pior que possa parecer, é incontornável. Existem inúmeras possibilidades de agir diferente. Algum tipo de crise sempre faz com que o sujeito saia da zona de conforto para tomar outras medidas. E, embora nem todas as tentativas dêem certo, cada erro é lição aprendida e isso faz parte do amadurecimento profissional.

     

    Por isso, apesar das crises, apesar da política e apesar da economia, as oportunidades estão lá. O bom profissional não estará lamentando em casa, estará fazendo algo a respeito do cenário apresentado, e é assim que surgem os resultados.

     

    Ser emocional

     

    Muitos profissionais preferem lidar com a nova situação de forma emotiva e acabam tornando o problema muito maior do que ele realmente é. Isso prejudica a sua capacidade de julgamento e pode fazer com que medidas impulsivas sejam tomadas.

     

    Crises vêm e vão, por isso é preciso estar pronto e encará-las de frente. Observar os fatos, estudar os cenários, fazer pesquisas e criar soluções criativas. É o momento de unir a equipe e montar novas estratégias.  

     

    Um caso real – A história da RE/MAX européia

     

    Em 2015, o cenário era bem pessimista. O número de lançamentos em relação ao ano anterior caiu pela metade. De acordo com a Empresa Brasileira de Estudos de Patrimônio, as vendas foram de 21.576 em 2014 para 14.810 empreendimentos em 2015. Foi a época que o mercado imobiliário encolheu, os corretores ficaram mais tímidos e muitos não conseguiam ver alguma luz no fim do túnel.

     

    Entre 2008 e 2013, a Europa enfrentou também uma grande crise, mas a RE/MAX portuguesa conseguiu fazer um dos seus melhores anos de vendas. Percebeu que o cenário interno não estava favorável, então olhou para fora. Graças a um número massivo de estrangeiros (principalmente chineses) procurando pela oportunidade de investir na Europa, as vendas da RE/MAX alcançaram números incríveis.

     

    O corretor Nuno Gomes foi um dos grandes destaques. Sua capacidade de vendas foi tamanha que, hoje, é considerado o maior vendedor de imóveis do mundo (excluindo os EUA). E o início da sua história começa em tempos difíceis.

    Muitas vezes, são poucas as atitudes que separam alguém que saiu bem de uma crise de quem sofreu danosamente as consequências do período. A inércia tem seu preço e a falta de preparo também.

     

    O verdadeiro crescimento profissional surge diante da capacidade de mudança, de estar preparado para enfrentar esses momentos sob outra perspectiva e se reinventar. Será nesta hora que perceberá que o sucesso não é questão de sorte.

     

     

    Já enfrentou alguma crise? Como foi essa experiência para você? Compartilha com a gente nos comentários.

     

    Este texto tem como base a palestra de Nuno Gomes, CEO e Fundador da REMAX Pretsige, apresentada no Conecta Imobi 2018.  

     

    Comentários

    comentários


    Receba as melhores dicas e novidades por e-mail

    Veja também no VivaCorretor

    • Social
    VivaReal

    O VivaCorretor é uma iniciativa do Portal Imobiliário VivaReal