Gastos de morar em casa: quais são eles?

Para você que vai morar sozinho ou quer saber como economizar os gastos de casa, temos ótimas dicas de como se administrar quanto a isso. Confira!

Por Vitório Real
06/01/2017 @ 10:50

Ter sua própria casa, do jeito que você sempre quis, te dá a possibilidade de deixá-la com a sua cara e uma liberdade que não se tem morando com os pais. Isso parece ser muito bom, mas é preciso lembrar que nem tudo é um mar de rosas.

Administrar uma residência demanda um bom planejamento, tempo e principalmente dinheiro — afinal, não são poucos os gastos de casa com os quais você terá que arcar. Por conta disso, decidimos listar quais são os maiores gastos de morar em uma casa, ajudando você a se preparar e ter uma boa noção de como passar por essa grande mudança na sua vida.

Como descobrir quais serão os gastos de casa?

Suas despesas mensais vão variar de acordo com o padrão de vida que você levar, mas é possível fazer uma estimativa. Alguns gastos básicos são levados em conta, como aluguel, supermercado, internet, TV por assinatura, entre outros.

Uma dica para ter um bom controle sobre isso é fazer uma planilha de gastos com todas essas despesas. Com isso, você consegue saber qual é o mínimo necessário para conseguir bancar essa nova fase de vida. Se você não se dá bem com planilhas, saiba que existem também vários aplicativos para ter um bom controle financeiro.

Aluguel ou prestações

O aluguel ou a prestação do financiamento do imóvel é sempre o primeiro item da lista de quem está pensando em morar em uma casa. Afinal, essas são contas fixas que consomem uma grande parte da renda.

Para ter uma noção do possível gasto com esse item, é recomendada a visita a uma imobiliária, assim como a sites que também oferecem esse tipo de informação. Procure pelo tipo de imóvel que você pretende alugar e por regiões próximas ou semelhantes às que você deseja.

Sempre pague o aluguel ou a prestação do financiamento assim que receber seu salário. Assim, você não corre o risco de gastar esse dinheiro com outras coisas e terá um controle maior sobre o que sobrou. Outra dica importante é manter uma reserva financeira dedicada a cobrir esses valores em casos de imprevistos.

É provável que existam também as despesas com os condomínios residenciais, que cobrem algumas vantagens, como segurança e área de lazer. Se você não fizer questão de alguns confortos, opte por um condomínio mais simples para economizar com a taxa.

Despesas fixas

No contexto de finanças pessoais, as despesas fixas são aquelas que devem ser pagas todo mês, mas cujo valor varia mensalmente. Por isso, elas devem ser muito bem administradas. Essas contas incluem água, gás e eletricidade, e existem maneiras de como reduzi-las mudando alguns hábitos.

O consumo de gás, por exemplo, pode ser reduzido fechando o registro sempre que você não estiver cozinhando. Também não se esqueça de se certificar de que seu fogão não apresenta vazamentos — inclusive, para garantir sua segurança.

A água pode ser tanto cobrada de forma individual quanto dividida entre todos os moradores do mesmo prédio. Ainda assim, é possível deixar a conta mais barata dependendo apenas de práticas suas.

Diminuição do tempo de banho, instalação de descargas com fluxos menores de água, utilização das funções econômicas nas máquinas de lavar roupa e louças e atenção à goteiras e vazamentos pela residência são formas de diminuir o seu consumo e, consequentemente, a conta d’água.

Já a conta de energia, geralmente a mais cara das três, pode ser amenizada desligando aparelhos da tomada quando eles não estiverem em uso, apagando as luzes ao sair de algum cômodo, trocando as lâmpadas incandescentes por fluorescentes e reduzindo potência elétrica do chuveiro, dentre outras formas de usar cada vez menos a energia elétrica.

Móveis e decorações

Um detalhe que muito frequentemente passa despercebido pelas pessoas que estão planejamento morar sozinhas é que muitas vezes o imóvel comprado ou alugado não vem mobiliado. Ou seja: será preciso um bom investimento de dinheiro e tempo para encontrar os móveis.

Para economizar dinheiro, pesquise muito bem e sempre em mais de uma loja para encontrar os menores preços e as melhores ofertas. Lembre-se de aproveitar as promoções que ocorrem todo ano em datas comemorativas, como natal, ano novo e dia das mães.

Manutenção

Outro aspecto que pega muitas pessoas de surpresa são as despesas com a manutenção que o imóvel pode ter. Danos ou defeitos de edificação, na parte elétrica e hidráulica são problemas não tão raros assim que podem ser um peso e tanto para as contas.

Além disso, a parte estética também é levada em conta na manutenção. Reformas em geral, pintura de paredes, manutenção de piscina, jardim e caixa d’água devem ser feitas para não perder o conforto que a sua residência fornece.

Por isso, é preciso ter um dinheiro reservado para conseguir contornar esses imprevistos sem ficar apertado. Além disso, sempre tenha em casa as ferramentas básicas para a manutenção da casa, para lidar com as emergências.

Como se preparar para esses gastos

Ter uma boa noção das despesas é uma parte importante, mas, depois de conhecê-las, é necessário estar preparado para esses gastos planejados e os pontuais.

Se você perguntar para qualquer pessoa que mora sozinha, o conselho será para já começar a economizar desde agora. Por isso, se esse é o seu plano de vida, já é bom ter isso em mente.

Se os gastos que listamos aqui parecem ser demais para o seu orçamento, ou se você ainda precisa economizar um pouco mais, mas tem pressa de sair de casa, uma boa opção é dividir uma residência com uma ou mais pessoas. Morar com amigos, além de ser uma ótima experiência de convívio, alivia muito as contas.

Viver em casa realmente exige um enorme preparo financeiro e bastante pesquisa. Apesar disso, mesmo com tantos gastos de casa, um bom planejamento e o conhecimento prévio dos inconvenientes que podem acontecer tornam possível o sonho de ter um lugar para chamar de seu. Gostou das dicas? Tem alguma dúvida ou quer compartilhar alguma experiência? Conte para a gente nos comentários!

Seja o primeiro a comentar

Os comentários são de responsabilidade exclusiva de seus autores e não representam a opinião deste site. Todos os comentários estão sujeitos a aprovação, para evitar que qualquer conteúdo impróprio, ilegal ou ofensivo seja publicado. O preenchimento do Nome e E-mail são obrigatórios.